«

»

nov 18

Férias: 10 dicas para não ter problemas com seu notebook em viagens

Vai viajar com seu notebook durante as férias? Confira 10 dicas para evitar dores de cabeça no aeroporto, no avião ou no hotel.

Se você planeja viajar com seu laptop nessa temporada de férias, é bom que você esteja totalmente preparado para tal. As estatísticas são exageradamente ruins para notebooks de turistas: segundo o Gartner, um portátil é roubado a cada 53 segundos.

Lembre-se de quantos dias você ficará longe do escritório na sua casa de praia ou chalé preferido e veja o potencial que seu micro tem para engrossar as estatísticas.

Aeroportos, em particular, se tornaram uma espécie de “buraco negro” espalhado pelo mundo para laptops: só nos Estados Unidos, são mais de 12 mil notebooks perdidos toda semana na correria para pegar o próximo vôo.

Como se não bastasse, alarmantes 70% dos aparelhos encontrados e direcionados ao setor de achados e perdidos nunca mais procurados pelo dono, segundo estudo do Ponemon Institute.

Medidas mais rígidas de segurança no embarque formaram filas mais longas e ambientes mais estressantes para passageiros. Mais de 70% dos passageiros corporativos estavam com pressa na hora de pegar seus vôos, notou a pesquisa, com 60% do total preocupado com atrasos decorrentes das checagens de segurança.

Não é surpreendente, então, que os locais mais populares para a perda de notebooks sejam pontos de checagem de segurança (40%) e portões de embarque (23%), segundo o estudo.

Adicione dezenas de crianças aos berros e milhões de outros turistas “tentando chegar em casa para o Natal” e você tem uma receita perigosa para a perda de notebooks.

“O stress de correr para pegar um vôo, combinado com o número de itens que passageiros corporativos carregam (coloque laptops, telefones, pastas e malas nessa conta) criam uma situação que leva à desatenção com os próprios equipamentos”, diz o Ponemon.

Para ajudar você a ter uma temporada de férias mais tranqüila, o IDG Now! selecionou dicas preparadas pela Absolute Software para evitar dores de cabeça quanto a laptops no período de Natal.

1. Faça backup dos dados valiosos
O básico antes de tudo: turistas têm que fazer cópias das suas informações com a maior freqüência possível para minimizar o risco de perda de dados com o eventual roubo do portátil.

“Use um pen drive encriptado para armazenar dados valiosos e o mantenha o mais longe possível do notebook”, afirma o estudo da empresa.

2. Use softwares de proteção e recuperação de dados

“Ferramentas do tipo são altamente eficientes caso os ladrões levem embora suas informações”, diz a análise. Além, soluções do tipo podem ajudar os mais prevenidos a rastrear a localização do portátil roubado.

3. Não coloque seu laptop em bagagens que não serão levadas na mão
“Além de não ter um equipamento caro e valioso sob seu controle, colocar o notebook dentro da mala que será despachada é ruim pelo fato das companhias aéreas (e seus funcionários, principalmente) não saberem o que há dentro das malas”, diz o estudo.

“Você corre o risco de chegar no destino com o laptop quebrado ou roubado. Mantenha seu laptop sempre perto de você”.

É claro que, para levar sempre seu notebook ao seu lado, é necessário ter uma série de cuidados, principalmente no que diz respeito à atenção sobre a localização ou a maneira como o aparelho está sendo carregado.

4. Identifique seu laptop
Se você precisa passar o seu laptop por um detector de metais – algo bastante comum em aeroportos – é bom identificar claramente o seu modelo, para que ele não seja confundido com outros.

Coloque seu nome, telefone para contato e endereço. “A maioria dos serviços de ‘achados e perdidos’ de aeroportos não vai ligar o notebook para saber a quem ele pertence”, diz o relatório.

5. Coloque o laptop no cofre
Se o seu hotel possui essa comodidade, guarde o seu computador portátil no cofre quando não for usá-la. Muitos hotéis oferecem cofres dentro do quarto ou na recepção.

Caso o hotel não ofereça esse recurso, procure guardar o notebook em um armário ou outro lugar que possa ser trancado.

6. Não navegue em redes wireless desconhecidas
Por mais simples que pareça, essa dica pode evitar vários problemas: não acesse uma rede sem-fio se ela estiver desprotegida.

“A regra é a seguinte: qualquer pessoa que acessa essa rede desprotegida também pode acessar o seu computador e, conseqüentemente, suas informações.”

7. Evite entrar em sites de bancos
Quando estiver viajando, mantenha distância desses sites, principalmente em lugares públicos e em redes Wi-Fi. Se for extremamente necessário, procure um lugar seguro e uma rede idem para pagar a conta de luz atrasada.

8. Peça para ser esquecido

Navegadores como o Firefox e o comunicador instantâneo Windows Live Messenger adoram lembrar de seus nomes de usuário e senhas. Viajando, porém, isso não é boa idéia.

Portanto, evite pedir para que os navegadores ou o Messenger lembrem de você no próximo acesso. “Se um ladrão conseguir abrir o seu laptop, ele poderá roubar todos os seus dados com facilidade”, afirma o relatório.

9. Limpe seu histórico e o cache
Por padrão, os navegadores guardam todo o histórico de navegação do usuário. Com isso, um espertinho pode descobrir mais informações sobre sua vida do que você gostaria – em um computador público, então, isso fica ainda mais fácil.

Para evitar problemas, basta usar a opção “Ferramentas” (ou “Tools”) e apagar os dados – todos os browsers contam com o recurso.

10. Cuidado em computadores públicos
Você pode nem saber, mas os dados que você digita podem estar sendo gravados por meio de “keyloggers”, aplicativos que registram cada letra digitada.

Como é impossível saber se esse programa está instalado em uma máquina, fica a dica padrão: não confie em computadores públicos, a não ser que estritamente necessário.